Qualquer gordo tem Blog

19/08/2009

Um coreto, uma igreja e Bilhete Único

Ele é vereador de Guarulhos, mas parece vereador de Jarinu, Caxambu, Piraju...

Ele é vereador de Guarulhos, mas parece vereador de Jarinu, Caxambu, Piraju...

Deve existir gente que jure de pés juntos que Guarulhos fica no interior de São Paulo. Algum lugar perdido entre Birigü e Borá. Antes fosse. É capaz dessas cidades serem mais lembradas do que a minha, afinal Birigüi é a sede do RockGol e Borá, de tão pequena, ficou famosa. E Guarulhos? Tem um baita aeroprto internacional e…mais o quê mesmo? Ah! Sim é a terra dos Mamonas Assassinas. E… alguém se lembra de mais alguma coisa? Pode não parecer, mas, excluindo se as capitais, Guarulhos é a cidade mais populosa do país e não é segundo eu não, é segundo o IBGE. Contudo, Campinas, que está logo atrás da gente(mas gostaria que Guarulhos estivesse atrás) é mais famosa que nós, pôs tem uma universidade pública há mais tempo que nós e também uma Parada do Orgulho Gay maior que a nossa. Aliás maior até que a da capital, pois dura 365 dias.

Porém com as últimas administrações, Guarulhos vem pouco a pouco abandonando as páginas policiais e migrando para as de educação e cultura, dado que agora nós temos uma UNIFESP, que talvez até venha a ter um curso de Medicina, temos uma Fatec e um CefetAgora os artistas de renome vem se apresentar aqui. Temos até uma Conferência de Comunicação.

No entanto existem pessoas que parecem não querer que Guarulhos se torne de fato uma cidade grande. Uma delas é esse senhor aí da foto, Wagner Freitas, que há mais de um mês, junto com outros vereadores guarulhenses que atendem por alcunhas como “Vítor da Farmácia” e “Índio de Cumbica” (só faltou o “Zé Louquinho” de Aparecida e o “Carlinhos da Dengue” de Borá) rejeitou o Projeto de Lei que reestruturava o transporte público da cidade e criava o Bilhete Único em Guarulhos. Segundo eles o projeto não contemplava uma importante minoria da cidade, a dos “políticos-ridículos-doidos-para-aparecer”.

O projeto foi rejeitado por 17 a 16 (sendo que desses 17, 14 disseram que iam votar “sim” e na hora “se esqueceram” e votaram “não”. Maldito Alzheimer). Passado o recesso e mais três semanas de discussão, o vereador “Americano” apresentou em bom português a emenda “farinha-pouca-meu-pirão-primeiro” e tentou obstruir a votação (de novo, pois já tinha feito isso semana passada, escondendo o texto e gritando “se eu não brinco, ninguém brinca” (e não é piada)  mas não deu certo e, além de ter um aeroporto internacional, três instituições públicas de ensino superior de renome e, futuramente, um SESC, agora Guarulhos também vai ter Bilhete Único.

A(s) sessão(ões) foi(ram) concorridíssima(s). Tinha fila para entrar na Câmara de Vereadores, FILA. Tanta comoção assim só quando os Mamonas voltaram pra Guarulhos pra se apresentar no “Thomeuzão” (E o trouxa aqui, que não pôde ir pensou: “Eles são de Guarulhos. Vão voltar outras vezes…”). Tinha uma “torcida organizada” batendo palma pro tal Americano, mas foram rechaçados por um munícipe corajoso identificado como “Alemão” (é sério! Juro que não é piada!)

Espero eu que todas as pessoas que lotaram a Câmara Municipal ontem para pressionar os vereadores a aprovar o projeto, não deixem de ir outras vezes reinvindicarem os seus direitos. Porque ir só pra tumultuar, nem em cidade pequena.

PS1: Veja quem votou contra ou a favor do Bilhete Único na primeira votação aqui. E ria.

PS2: Acabei de lembrar que “Toninho da Pamonha” já foi prefeito de Arujá uma vez e de Itaquá duas.  E tem gente que acha que Guarulhos é que é interior.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: