Qualquer gordo tem Blog

02/02/2010

Quer perder uma eleição? Pergunte-me como.

Deixe de limpar as calhas do principal rio da capital do seu estado por quatro anos e tome uma atitude só depois que já aconteceu a catástrofe.

Aumente a passagem do Metrô e dos ônibus intermunicipais de modo a deixar completamente inviável o deslocamento  das pessoas que moram nos extremos da cidade.

Coloque estações de trem chiques nas áreas nobres da cidade e deixe o restante às traças.

Dê permissão para o superintendente de produção da companhia de água de seu estado falar a besteira que quiser.

Esconda as cagadas que essa companhia faz.

Entregue o estado aos bandidos e faça com que nenhum cidadão tenha segurança.

Acabe com a educação no seu estado e ponha a culpa nos professores.

Encha o estado de pedágios.

Se faça de vítima e seja criticado até pelos seus defensores.

Governe pelo Twitter.

Tire fotos ridículas.

Deixe o presidente do seu partido falar a besteira que quiser.

Conte piadas ruins.

Seja humilhado por uma tonta.

Seja humilhado pelo chargista do Faustão.

Siga esses conselhos durante todo o ano e tenha uma única certeza: Não ganharás eleição em lugar algum (exceto São Paulo).

Anúncios

06/11/2009

Unitaleban*, picaretagem e hipocrisia

Fernanda Young posa ao lado de boneco de cera de Dita Von Teese

Fernanda Young posa ao lado de boneco de cera de Dita Von Teese

Antes que alguém venha e escreva “Ah mas esse assunto é tão semana passada…” eu peço licença para parafrasear um cara com mais autoridade que eu – Allan Sieber: “sou um cara da semana passada. Do mês passado. Do século passado, para ser mais preciso”. Muitas pessoas ficaram surpresas em descobrir que na grade curricular da UNIBAN ABC existem matérias como “Linchamento Moral I e II”, “Introdução ao Assédio Moral” e “Teoria e Prática da Hipocrisia” (pré-requisito para as outras duas). Ora, isso nada mais é que uma demonstração de uma das nossas características mais marcantes, a hipocrisia (junto com a habilidade no futebol).

Para ilustrar melhor vou tentar fazer um paralelo com outro evento que ocorreu na mesma semana da humilhação da menina “nu culégio”(chamar de faculdade é dar muita moral, embora qualquer gordo tenha curso superior hoje em dia): A apresentação de strip-tease só para VIPs de Dita Von Teese na The Week em Sampa. (more…)

16/10/2009

Pegadinhas do Mallandro…Rá!

Pegadinha do Mallandro1: Nu pedagógico.

No final do mês passado o presidente do Sindicato de  Especialistas de Educação do Magistério Oficial do Estado de São Paulo (literalmente “U DEMO”), Luiz Gonzaga de Oliveira Pinto (podem fazer todos os tipos de trocadilho com o sobrenome do tio. Eu deixo) prometeu o chamado “nu pedagógico” em frente a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, a fim de  “mostrar a nudez do governo atual com relação à educação”.

De imediato, várias pessoas se manifestaram contrárias ao protesto. O PCO em seu site foi radicalmente (novidade) contra, afirmando que os professores em vez de tirarem a roupa deveriam “organizar a luta da categoria contra as medidas do governo de forma totalmente independente desta burocracia desmoralizada”. Eu ia escrever que o PCO estava com medo dos professores e diretores de escola tomarem deles o troféu de “grupo organizado mais ridículo”, mas eu pensei melhor e ví que o melhor jeito de ridicularizar o PCO é deixá-lo se expressar.

Por falar em ridículo, quem também ficou com medo perder um troféu foi a escritora Fernanda Young. O troféu no caso era o de “Coroa-pelada-metida-a-inteligente-mais-ridícula-do-país”, que poderia parar nas mãos de alguma tiazinha que participou do protesto. Se bem que as tiazinhas ainda teriam um motivo nobre para tirar a roupa ao contrário dos migués da Young.

São Pedro também fez sua parte e mandou uma bruta chuva e um frio de lascar pra ver se além de desanimar as tias e os tios a tirarem a roupa desanimaria também as primas da Augusta e da Waldemar Ferreira e os primos do Trianon e do Jóquei Clube.

No frigir dos ovos (com trocadilho, por favor) o tal “nu pedagógico” não passou de mais uma pegadinha do Mallandro (rá!). Em vez de ficarem como veio ao mundo (haja vista que muitos já estavam carecas e banguelas), os tios colocaram um avental com um corpo desenhado de frente e verso com umas folhinhas de parreira nos locais estratégicos (será que nos livros de anatomia que o Serra distribui os corpos vem com folhinhas?).

Tente adivinhar quem é a tia que tem a bunda na frente

Tente adivinhar quem é a tia que tem a bunda na frente

Nada mais adequado, afinal de contas o governo do estado vem há muito tempo aplicando “pegadinhas do Mallandro” nos professores e diretores da rede estadual. Uma delas foi aplicar uma prova mal formulada para os professores temporários (isso só já é uma pegadinha) e depois culpá-los pelo mal desempenho. Isso sem falar em outras pegadinhas (livro com palavrão, baixos salários, maus resultados no Saresp, ENEM…)

Eu só não entendi uma coisa: Se o Paulo Renato já sabia que iria rolar algo relacionado a “nu” bem nas suas fuças, por que não tomou nenhuma atitude a respeito? (tanto de dar um reajuste decente aos docentes quanto mesmo de descer o sarrafo nos “pelados”)  Desse jeito fica a impressão de que o secretário gosta de ver homem pelado!

Dá você também uma desculpa qualquer pra sua mulher e vem pra cá pra República depois do serviço

"Dá você também uma desculpa qualquer pra sua mulher e vem pra cá pra República depois do serviço."

Pegadinha do Mallandro 2: Baloon boy

Concorre a maior pegadinha do Mallandro do ano. Como disse o @rodrigodavid no Twitter a CNN ontem tava parecendo o programa do Datena: “Vai lá Águia 1, fecha no balão prateado! Cadê a mãe desse menino?”. Tanto buzuzu em cima do moleque e o capetinha escondido no porão, rachando o bico da cara de todo o mundo. Isso é falta de um bom “sacode pedagógico” para aprender a não fazer arte.  Mal aconteceu essa treta toda já descobriram o fedelho cantando rap em um seriado da ABC. Suspeita de viral. Nome do moleque: Falcon. Realmente tem gente bem melho do que eu fazendo humor por aí.

pegadinha-do-mallandro

PS1: Pode não ter rolado ninguém pelado na República no tal “nu pedagógico”, mas na Peruada é bem provável.

PS2: Já acharam o balloon boy, mas o Quanto Tempo Dura quer saber: já acharam a Balloon Girl?

02/10/2009

Cascão manda Sujismundo tomar banho.

Filed under: Uncategorized — opoderosochofer @ 17:39
Tags: , , , , , , , , , , ,

Tirado do Yahoo Notícias, que você pode conferir aqui.

Ministro da Educação entre 1995 e 2002 – sua gestão criou o Enem – e atual secretário de Estado da Educação de São Paulo, Paulo Renato Souza acredita que a inexperiência do consórcio que aplicaria a prova deste ano permitiu a falha de segurança e o vazamento (…) Para Paulo Renato, com a adoção do Enem nos critérios de seleção dos vestibulares das universidades federais “a prova passou a ter um valor econômico e social muito importante, aumentando a tentação da fraude.”

A experiência do Sr. Paulo Renato de Souza é a de distribuir livros inapropriados para menores de idade só para beneficiar distribuidoras que são clientes do seu escritório de consultoria

Aí vem o Gilberto Dimenstein, membro do Conselho Editorial da FOLHA,  dar mais pitaco ainda:

O vazamento da prova do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) mostrou que o MEC (Ministério da Educação) não estava devidamente preparado para a aplicação do teste, marcado para o próximo fim de semana, diz Gilberto Dimenstein, membro do Conselho Editorial da Folha e colunista da Folha Online.

O jornalista ressalta neste podcast que adiamento da prova anunciado nesta quinta-feira é um caso atípico. Ele lembra que há tempos universidades como Unicamp (Universidade de Campinas), USP (Universidade de São Paulo), entre outras, têm conseguido de forma segura evitar o vazamento.

De fato, até onde eu sei, nunca houve nenhum caso grave de vazamento na FUVEST  e na COMVEST. No caso do ENEM, a principal suspeita do vazamento é a grafica que imprimiu as provas e adivinhem de quem ela é sócia.

Confiram o que o Dimenstein disse no podcast da FOLHA.

PS1: Não estou isentando O Haddad de responsabilidade alguma. É fato que em vestibulares tradicionais não se tem notícias de fraude (já em concursos isso é mais comum). Será que acontecem e a gentenão fica sabendo ? Também nunca ouvi falar nas empresas que montaram esse consorcio responsável pela prova desse ano. Como é que a Cesgranrio, a CESPE e outras fundacões tradicionais na elaboração de vestibulares não ganharam a licitação desse novo ENEM?

PS2: Depois de vazada, o MEC resolveu desponibilizar a prova na íntegra. Quem quiser pode conferir a prova do ENEM cancelada aqui.


Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: