Qualquer gordo tem Blog

12/07/2010

Jabá IV – O Selo da Preguiça no Teatro Nelson Rodrigues

Quem AINDA acompanha esse blog, provavelmente já deve ter lido sobre essa peça nesse post aqui. Contudo, como deve ter gente que ainda não teve a oportunidade de assisti-la, convido então para prestigiar “O Selo da Preguiça”, dia 17, sábado, às 20h e dia 18, domingo, às 19h, no Teatro Nelson Rodrigues em Guarulhos – Rua dos Coqueiros, 74, Lago dos Patos, Vila Galvão. Mais informações sobre a peça você pode ver na AgendaCultural da cidade. Vá ao teatro e não me chame não, porque eu já vou tá lá.

13/05/2009

jabá II

"E esse senhor não é meu tio, Francelino!"

"E esse senhor não é meu tio, Francelino!"

Mais uma vez eu uso esse espaço para fazer jabá, mas desta vez vou fazer igual aos nossos congressistas e vou  advogar em causa própria. Essa peça aí do cartaz “A Casa Errada” é a peça em que eu atuei no último Sarau Cultural dos Pimentas (um dos maiores eventos culturais de Guarulhos, segundo todos os espectadores e segundo a minha mãe) e que o grupo amador de teatro (mas que leva fumo tão bem quanto um grupo profissional) Kómus reencenará dias 16 e 17 de maio no Teatro Adamastor Pimentas.

É uma típica “Comédia de Erros”, mas não tão típica assim. Não espere algo tão ingênuo quanto “Chaves ” ou “Chapolin”. É bem mais obsceno e cheio de palavras e gestos pouco educados. O autor do texto original (“O 15 e o 17”) Artur Azevedo, deve estar se revirando no túmulo, apesar de que, ele deve ter se revirado tanto quando colocaram o Roberto Campos na Academia Brasileira de Letras que ele ajudou a criar, que até se cansou e deixou pra lá.

A peça conta a história de Francelino, um “empregado doméstico”muito frugal e delicado, que se confunde e entra na  casa errada onde é confundido com um maníaco sexual, e de João, que já tinha se confundido no momento em que contratou Francelino e tem um puta medo de ser confundido com um assassino já que o seu empregado distraído deixa entrar em sua casa um senhor,  que acaba morendo na sala-de-estar. Destaque para Douglas e Marcão, respectivamente Seu João e Francelino em especial a cena em que empregado consola patrão quando este se vê bastante enrascado (e para o velho intrometido, que está hilário).    

Vale a pena prestigiar a peça não só por mim ou pelo nosso esforçado grupo de teatro mas também para prestigiar um evento cultural de Guarulhos, cidade que TANTO incentiva a produção cultural, além de  ser uma oportunidade de quem vai prestar humanas na UNIFESP de conhecero campus em que vai estudar, pois a peça será encenada no teatro que fica lá dentro.

O Teatro Adamastor Pimentas localiza-se na Estradado Caminho Velho, 333, Bairro do Pimentas, Guarulhos SP, dentro do campus de Ciências Humanas da UNIFESP.

PS: Maiores atrações culturais em Guarulhos na Agenda Cultural. Por falar em Agenda Cultural você já entrou no site do Zaca hoje?

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: